domingo, 24 de março de 2019

Medo da água parte II e Emetofobia

Em 2018 escrevi sobre a dificuldade da Isabella com a água.
Depois que ela desenvolveu fobia de vômito, a emetofobia (após episódios no EMEI de ver o amiguinho convulsionando, isso por 2x) acho que a necessidade dela de ter o controle das coisas aumentou, e isso refletiu em muita coisa.
A emetofobia é uma fobia exagerada de vômito (vomitar, ver pessoas vomitando, etc..) um transtorno de ansiedade, e hoje em dia as crianças já nascem ansiosas e imediatistas né? Acho que em partes pois os pais desta geração estão muito ligados no 220v, deixando as crianças nessa vibe também. Confesso que sou muito acelerada.
No caso da Gá, ela não quer nem chegar perto mais de uma pessoa que já vomitou... nosso cão tem estômago sensível e as vezes vomita, ela corre.. se alguém tosse, ela corre.

A questão do medo da água, de lavar o rosto, é uma das questões que veio após iniciar este medo exagerado. Tem a questão de ficar super revoltada cm as amigas que não querem aceitar suas escolhas nas brincadeiras também, ela têm criado caso com os grupos dos quais participa sempre; por querer ditar as regras. E ainda tem o fato de ser muito possessiva, ela sofre e as pessoas que ela quer apenas para si também.

Mas voltando ao assunto da água, em janeiro ela entrou na natação. O pai começou a ir para a academia a noite, e escolheu uma com natação para poder levá-la no mesmo horário. E apenas neste dois meses de natação ela aprendeu a mergulhar! Não pensei que ela desenvolveria isso tão rápido, porque nas primeira aulas mal colocava o nariz na água.... hoje ela mergulha, e eu fiquei babando.
Cada conquista dos nossos filhos é sensacional, toda mãe entende isso.

Em meio a muitos dificuldades, tivemos este progresso, amém!

Ela fez terapia 1 ano devido essa fobia, e agora dei uma pausa. Meu trabalho está me consumindo bastante e deixei de levar, não sei se voltaremos. Não sei exatamente se a terapia ajudou, ela não melhorou da fobia, mas se fez ela lidar melhor com isso, já é um progresso.


sábado, 23 de março de 2019

Viagem em Família: Beto Carrero

Escolhemos março para a viagem, após o carnaval inclusive, porque? PREÇO...
Também porque adoro lugares vazios... a cidade estava vazia, as praias de Penha, mas o parque? CHEIO.
Todos viajam pra lá só pelo parque mesmo, mas Penha-SC têm belas praias: lindas, limpas e vazias!
Tínhamos a previsão de chuva todos os dias, mas as chuvas foram rápidas e o tempo abriu bem no segundo e terceiro dia, chovia a parte e noite, último dia ficou nublado, e foi bom até.

Tivemos apenas 1 dia e meio pra ir nas praias e outros dois dias estivemos no parque.
Em dois dias conseguimos ir em tudo no parque: tanto shows quanto os brinquedos.
Ficamos numa pousada no Trapiche, próximo á área de pesca. Para banho de mar tivemos que nos deslocar para outras praias, e usamos uber para isso. Ficamos a 1,5 km mais ou menos do parque.

E tenho duas dicas valiosas:
1º Leve garrafas de água na mochila. Pagamos no supermercado 1,00 na água e lá no parque é 5,00. E o Kg da comida é R$ 75,00 (!!!), ficaria uns 200,00 pra gente almoçar por dia, por isso levamos lanchinhos e saindo do parque jantávamos o trivial: arroz/feijão/carne/salada por R$ 50,00 (todos). Fora que não paramos pra comer, comíamos nas filas, para ganhar tempo.... teve filas que ficamos 10 minutos, outras 30 minutos.

2º Os brinquedos mais concorridos devem ser os primeiros a serem visitados. Abriu o parque as 09:00, as 09:05 estávamos na frente da montanha russa, eu e Isabella conseguimos dar duas voltas até as 09:30, e as 10:00hrs  fila estava mais de 1 hora... tem brinquedos que têm fila de 2hrs, acho bem absurdo pelo preço que pagamos na entrada (média de 100,00/dia por pessoa, incluso crianças).

Outra hora que os brinquedos ficam menos cheio: no momento de shows bem procurados: Hot wells e Madagascar (que são maravilhosos, por sinal).
No primeiro dia fomos nestes dois shows, e no segundo dia ficamos nos brinquedos no horário deles, e as meninas curtiram bem.

Foi beeeem legal, mas eu só voltaria lá depois de viajar para outros tantos destinos que ainda não conheço (litoral do nordeste, caldas novas, olímpia - alguns exemplos). Minha expectativa quando ao parque foi a que tive lá: é mesmo grande. Mas a questão das filas mesmo fora da temporada me deixou um pouco desapontada.

Bom, vamos aos registros....


Sempre faz cara feia nas fotos... mas foi a primeira experiência dela no avião


Parques na cidade, sempre vazios

Carrinhos para crianças

Na pousada

Pizarria que amamos: muito mais queijo, em Penha-SC

Praia da Paciência, uma praia bem pequenininha em Penha-SC

Nossa chegada ao parque

O que não falta é cenário para tirar fotos

No trenzinho

No projeto Tamar, lá dentro têm uma lojinha

Ficou massa essa foto!


Carrossel na praça de alimentação

No velho oeste

Isso foi no raskapuska, disseram que este personagem parecia o vovô

Há dois brinquedos temáticos da Lilica

Tem passeios a cavalo, mas no dia que fomos choveu e não estavam fazendo passeios

Pedalinho

Na ilha dos piratas




Praia Bacia da Vovó, Penha-SC

Ultimo dia, fomos numa pestiscaria, comer frutos do mar, delícia!


Entrada do parque

Praia da Paciência



Casa de espelhos, muito engraçado!


Praia Bacia da Vovó

A alegria destes dias.....




Valeu muito a pena nossa viagem, tínhamos viajado quando Isadora tinha 1 aninho e depois não mais, e ela está com 4 agora.
Me organizei com a data também devido ao meu trabalho, escolhi os dias de mais baixa de tarefas no mês, mas ainda assim trabalhei de lá com as demandas que surgiram no dia a dia.


quinta-feira, 21 de março de 2019

Fevereiro e a volta ás aulas...

Fevereiro é o mês que as mães (eu então nem se fala) respiram aliviadas: volta ás aulas!

Mas a prefeitura iniciou o ano com greve parcial... sacanagem enorme fizeram com os professores, então a greve é sim legítima.

Fui buscar os registros da volta as aulas e simplesmente não encontrei! Fevereiro passou voando tão depressa que teve poucas fotos....
Isabella foi para o 2º ano da mesma escola, e a Van que leva, então não tirei fotos.
Primeiro dia no EMEI para Isadora, escola nova!
Entrou e ainda deu tchau... foi muito tranquilo
No condomínio do vovô no sábado

Aniversário da vovó, dia 03/2



Isabella nos exames odontológicos, ela tem sérios problemas com cáries, começou a uns 2 anos isso. Estávamos fazendo radiografia para verificar a necessidade de fazer canal

Em FEV completei 32 anos

Nos últimos dois anos tenho estudado isso a esmo... recebi este livro da minha professora preferida



quarta-feira, 20 de março de 2019

Férias de Janeiro 2019

Quase na metade de 2019 e eu apareço...
Queria escrever mais, e mais vezes.

Não sei se comentei aqui sobre o período difícil que temos enfrentado, no que diz respeito a opiniões e discursões. Sejam elas políticas ou sobre assuntos diversos: Preconceitos e lutas afins. Tenho sentido um clima muito pesado, mas muitas coisas também são necessárias para que se dê mais atenção a algumas coisas.
Muito têm se falado sobre feminismo, e isso é bem interessante.
Mas aconteceu muitas tragédias... barragem de brumadinho, muitas enchentes, e por último os assassinatos em Suzano, numa escola. É muita coisa desanimadora, mas vamos em frente!

Vou tentar voltar para falar sobre tudo isso, mas voltando ao assunto do post, as férias de janeiro das meninas....
Pra mim foi uma loucura, trabalhar e elas 24 hrs comigo, mas também é triste ver um dia lindo lá fora e elas trancadas porque preciso trabalhar. Resumindamente foi assim nossas férias, tentei fazer algumas coisas ao menos 1x na semana, para que elas pudessem passear também.

Tiramos férias de 4 dias em família agora em março, mas aí trago isso numa próxima publicação.

Sobre janeiro, seguem registros...

Comprei uma bike para andar mais com Isabella... finais se semana fomos ao parque ecológico andar pela manhã

Tarde no parque de bolinhas

Ela me pedia muito esse tênis de rodinha... encontrei uma promoção a 19,90 e comprei

Casa de uma amiga minha Parça, Érica, Ela é um amor com as meninas

Brinquedoteca do prédio da Erica

Tarde no parque do prédio

Piquenique

Pescaria com o papai num sábado

sexta-feira, 28 de dezembro de 2018

Acabando 2018...

Um ano que pareceu 2 meses...
Aquele velho clichê: passou voando, a cada dia tem mais sentido para mim.

Este ano pude estar mais próxima das meninas, estamos a quase 1 ano assim. Isadora nem deve se lembrar como era me ver somente a noite... Isabella nem quer pensar se não fosse assim.

Neste ano firmei a Integrativa, consegui novos clientes, aumentou minha demanda home office. Isabella está prestes a completar 1 ano de terapia também, mas continua com a fobia de vômito, inclusive super incomodada ainda com isso. Acho que ela não se abre o suficiente na terapia tanto quanto se abre conosco, em casa. A terapia serviu para que ela aumentasse sua auto estima, está mais questionadora, teimosa e demonstra suas emoções muito, não reprime mais seus sentimentos. Com isso ficou bem mais difícil educa-la, difícil fazê-la obedecer. Está reclamando de tudo ao redor, dos acontecimentos, d que possui o do que não também. A sensação é que ela está uma completa insatisfeita, uma pena. Porque é frustrante não ser feliz com nada. Está bem implicante com as amigas, briga com todas, se frusta com quase tudo. Acho que esperei muito dela e por isso estou nesse conflito todo: esperei que ela fosse gostar de estudar e ler, pois sempre incentivei, mas ela não demonstra que goste muito não.

Isadora continua muito com a sua personalidade forte, imediatista, mas muito carinhosa. demonstra muito afeto, gosta de beijos e abraços. Se irrita por qualquer coisa, chora e grita em demasia. Demora mais para criar vínculo com as pessoas, mas quando cria é só amor também.

Minha mãe se manteve estável, e isso é algo sensacional. Meu pai cada dia mais presente nos cuidados com minha mãe, isso me deixa aliviada, e preocupada com ele, com seu emocional e toda essa carga mental a cumprir.

Me sinto muito grata pelo ano, e espero que 2019 venha cheio de boas surpresas.