sábado, 7 de janeiro de 2017

2017 chegando...

Trouxe fotos no último post, mas quero falar sobre como as meninas estão nos últimos dias.
Pude acompanha-las de perto, e como é diferente estar o dia todo juntas!
Posso realmente estar junto no café da manhã, nas atividades da manhã, almoço, soninho da tarde... pudemos ter muitas conversas soltas, outras objetivas, e é incrível ver como estão inteligentes, espertas e de anteninhas ligadas em tudo!
Isadora está com vocabulário vasto, tagarela bastante, nem tudo compreendemos, mas ela tem frases completas e objetivas, consegue se expressar na maioria das vezes já. É bem decidida! A única forma de dobrá-la é conversar calmamente e convencê-la de tudo, dizer não e tirar dela ou não permitir é choros incontroláveis na certa... ela não desiste e chora por horas! Então com ela tudo tem que ser previamente conversado em tudo. E na verdade assim deveria ser com toda criança né... evitaríamos muitos choros, birras e castigos Não que funcione sempre, e não que eu tenha tempo e disposição para isso sempre, mas até o papai já entrou nessa vibe e ficou mais paciente e atento à isso.
Por falar em papai, ambas estão bem amigas dele. De brincadeiras brutas, pula-pula na cama, ler histórias em algumas noites... a mamãe não é a única companhia solicitada mais, dá um ciuminho, mas me sinto tão feliz de ver que ambas têm esse apoio paterno!

Isabella está toda cheia de grandes idéias e querendo fazer tudo o que a mamãe faz. Quer arrumar cabelo, unha, maquiagem (eu nem faço isso!)... quebrou meu blush (fico anos luz pra comprar um novo).
Que cozinhar, lavar, acha que de tudo nessa vida. Estou criando uma menina tão segura assim?! kkk
Nessas férias ela me ajudou muito na cozinha, na verdade as duas, e ela gosta muito.
É toda explosiva: de uma hora pra outra se irrita, diz que não quer me ver nunca mais, daqui 20 minutos volta como se nada tivesse acontecido.... Fala que quer outra mãe, e depois diz que não quer não, que a madrasta deve ser pior..kkk. Não vou negar que me incomodo com isso... espero que com o passar dos anos essa sinceridade não seja tão exarcebada.

Terminei 2016 pra baixo, mas 2017 quero começar pra cima!!!
Vamos que vamos!!!


quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Últimos dias de 2016

2016 chegou ao fim...
Foi muito corrido esse fim de 2016, mas também difícil, me sentia ás 42 semanas sem contrações, esperando a  hora de parir e torcendo para issoo (essa é a descrição da espera das férias coletiva, 1 semaninha em casa...)

Aí então na última semana de dezembro extraio meu siso que é o dente mais difícil do planeta de extrair (vários dentistas me falavam isso, ao longo dos últimos 6 anos...) Mas doía muito, extraí... perdi meus dias de férias em família :(

Mas está tudo bem agora. Voltando à ativa!


Registros dos últimos dias de 2016:


Nosso Passeio preferido: ir ao supermercado

Visita ao Zoo

Gut se rendeu..

Mamãe tirou o siso mais difícil dia 28/12... ficou de molho por 8 dias!!

Natal, noite do dia 24/12

Poses nas férias

Gá fazendo book


Cinema com os vizinhos

Parque com a Tia Anna

No parque, em dezembro antes do natal

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Comemoração 2 anos Isadora

Fizemos o mínimo, numa tarde chuvosa na casa do vovô:

Bolo, suco, coxinha e pirulito... tudo nada saudável...



Ainda com medo da vela...kk

Parabéns Gut!!!

domingo, 11 de dezembro de 2016

Últimas reuniões escolares!

E essa semana tivemos as últimas reuniões escolares das meninas...
Eu ando tão emotiva que só de entrar na sala e pensar em despedidas dá vontade de chorar!

As meninas se desenvolveram bem na escola, estou contante com o todo.
Segue avaliação da gá:
Elas ainda terão aula até o dia 21/12, depois férias!! (e eu não sei como farei...)

A moça que ficava com elas em casa se acidentou, estamos temporariamente com uma vizinha, uma senhora, mas não sei coo será em janeiro!

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

2 anos da Isadora (Gut!)

Dentro de poucas horas Isadora completa seus dois anos de vida!

2 anos de tantas vivências e amor! Isabella me ensinou tantas coisas, mas Isadora vêm trazendo outras mais que só ela poderia. Ela trouxe o amor em dobro, a administração de brigas entre irmãs, a mágica da divisão do pouco para duas! Reforçou que cada criança é um novo ser, com sua personalidade e vontades, ela possui seus próprios limites...

Esses dois anos e 8 meses da existência de Isadora me transformaram!

Desejo que seu caminho seja repleto de boas ações, bons sentimentos e de pessoas de bem. Que ela possa experimentar todas as delícias da vida com muita responsabilidade, que tenha liberdade para fazer suas escolhas, mas que me tenha como sua amiga em que possa confiar.
Amo tanto que, apenas vê-la me dá uma alegria no peito! A cada dia que chego, só de ter os bracinhos esticados para mim, aquela deliciosa sensação de amar toma conta.

Filha, que você seja uma pessoa realizada, vida intensamente tudo, parabéns! 2 anos de gut, e dois anos que nossa família é muito mais feliz!


segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Amamentação: Chegamos ao fim?

1 Semana para os 2 anos da Isadora...

Ontem à noite (domingo), na mamada da noite no sofá, estávamos nos olhando, conversando, brincando. Isadora mamava, levantava brincava, fazia gracinhas, voltava pro peito, brincava com ele, comigo.
Nessas idas e vindas ela morde rapidamente o seio, antes mesmo que eu pudesse gritar (doeu muito, doeu tanto que não senti a dor de imediato, foi uma dor que foi aumentando...) a mordida foi bem rápida, eu gritei abafadamente: Isadora, você me mordeu, machucou. Ela imediatamente fez bico e começou a chorar. Eu limpei o machucado, sangrou pouco. Mas logo vi gotejar (2x) sangue do seio, ela também viu, e chorou ainda mais. A dor não passou, e quando vi que havia machucado por dentro também, aí vi que não dava mais para mamar. Eu estava calma, ela chorou mesmo por constatar que não poderia mamar... ficou toda sentida, e começou a procurar o outro peito. Mas como nunca mamou ali, acho que atrofiou, e por ser tão pequeno, ela não conseguia nem abocanhar, tentava, tentava e nada.

E aí nesse momento me veio: se ela ficar sem sugar uns dias, vai secar, e aí esse é o nosso adeus à amamentação.

Já havia pensado algumas vezes em como isso poderia acontecer, mas não sentia vontade de fazê-lo. Dessa vez parece que realmente vai acontecer...
Na hora de dormir deitei com ela, ela buscava mamar, eu explicava, ela resmungava... dormir mexendo no seio, me abraçou, depois virou de costas. Voltava a buscar, resmungava. Demoramos cerca de 1 hora assim, e ela adormeceu, em algum momento que nem vi, porque dormi primeiro.
Pela manhã ela procurou, expliquei, ela ficou frustrada, mas ela entendeu. Ela entendeu desde ontem, só está difícil aceitar. Para mim está difícil, imagino para ela.
Como é delicioso amamentar! Peito acalma, alimenta, acolhe, ajuda, cura, é prático.

Será que chegamos mesmo ao fim?


segunda-feira, 14 de novembro de 2016

Poema - Cora Coralina

Aos Moços
Eu sou aquela mulher
a quem o tempo
muito ensinou.

Ensinou a amar a vida.
Não desistir da luta.
Recomeçar na derrota.
Renunciar a palavras e pensamentos negativos.
Acreditar nos valores humanos.
Ser otimista.

Creio numa força imanente
que vai ligando a família humana
numa corrente luminosa
da fraternidade universal.
Creio na solidariedade humana.
Creio na superação dos erros
e angústias do presente.

Acredito nos moços.
Exalto sua confiança,
generosidade e idealismo.
Creio nos milagres da ciência
e na descoberta de uma profilaxia
futura dos erros e violências do presente.

Aprendi que mais vale lutar
do que recolher dinheiro fácil.
Antes acreditar do que duvidar.


Cora Coralina

quinta-feira, 10 de novembro de 2016