quinta-feira, 10 de outubro de 2019

Emetofobia: passamos por épocas difíceis

Isabella têm lidado com a sua fobia de vômito a um bom tempo já. Mas passou por 2 meses bem difíceis entre agosto e setembro.

Acredito que iniciou essa fase mais difícil por causa que a irmã passou mal no carro no início de agosto, desde então ela ficou muito mais ansiosa pelas situações que ela liga a possibilidade de vomitar: comer / andar no carro / longas distâncias / etc.

Ela que já não gostava muito de leite (se acostumou a tomar pouco) cortou de vez. Sempre frizei que o leite é um alimento pesado e ela acabou cortando.

Passou esses tempo reclamando de dores em diversas partes de corpo, especialmente no tórax. E sempre preocupada se poderia passar mal: deixou de ir à escola uns dias, crises de ansiedade por causa do medo, e isso desencadeava enjôos e náuseas, que deixam ela ainda mais nervosa com relação a isso.
Diante disso, fizemos vários exames e fomos à pediatra, gastropediatra e endócrino, para verificar se poderia ter alguma causa física, e nada foi diagnosticado.
Ela sentia uma necessidade absurda de estar comigo, com minha integral atenção. Foram dias bem difíceis. Tentei dar apoio, conversei muito e tentei compreender.
Estou buscando terapia para ela, tentando ajustar os horários porque sei que pra ela, pela sua sensibilidade, precisa ter esse acompanhamento.

Na ultima semana ela melhorou bem dessas crises de ansiedade, primeiro porque o pai conversou seriamente com ela, que apesar dele estar menos em contato no dia  a dia, já estava sem paciência com essas dificuldades que ela vinha trazendo, pois estava afetando a vida produtiva dela e a nossa. Dá um certo desespero saber que que a gente ama não está bem. Depois de muitas conversas, e ela estar muito empenhada nos ensaios do fit dance, além de ter se envolvido em uma atividade escolar na qual era a coreografa da turma, ela demonstrou uma boa melhora na ansiedade excessiva.

Espero que ela esteja lidando melhor com isso, e que continue  a lidar sempre com sabedoria.




3 comentários:

COMENTE!!! Deixe sua experiência, sua opnião, um "xero" pra nós!