segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Brinquedos antigos que se tornam novos

Conforme a Isabella foi ganhando presentes, brinquedos, fui percebendo que ela não brincava com tudo o que ganhava, alguns perdia o interessa rápido.
Como o berço dela foi lotando de ursinhos (maioria presentes, pois não costumamos comprar) vi que mal havia espaço pra ela!
Metade dos ursos, guardei no roupeiro, para dar à ela meses mais tarde. E não é que foi uma ótima idéia? Quando retiro esses ursos no roupeiro, para ela, é como se fossem novos, e a novidade já desperta mais interesse. Desde então, tenho feito uma rotatividade com os brinquedos dela.

Estou aberta à realizar troca de brinquedos com as mães que tiverem interesse, aqui de SP, porque alguns brinquedos eles perdem o interesse rápido neh? E nem fazendo essa rotatividade eles pegam novamente...
Só não abri muito isso porque Isabella não tem muitos "bons" brinquedos, de marca e tal... de marca ela tem, é porque ganhou, do patati/patatá, uma guitarra, a galinha e pintinho originais... os demais são brinquedos simples.

Essa semana, Isabella voltou a brincar com seu teclado musical que ganhou antes do 1º aninho, e tem gostado muito...
Quinta-feira pela manhã na van, levando o teclado musical pra escola


E olha a unha que fiz para o final de semana, inspiração Peppa Pig, a Gá adora: (eu não gosto de rosa, mas ela adorou):

E pela manhã ela me perguntou: e o George?
 
 
Amanhã tem o post sobre o final de semana...

sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Retirada da mamadeira

Já estava martelando em minha cabeça que devia começar a retirar a mamadeira... mais de 2 anos, e com esse hábito...
Durante o dia, ela já não faz uso dela, desde os 16 meses + ou -, mas logo que acorda e na ceia, último leitinho da noite, ela ainda toma na mamadeira.

Houve reunião de pais na escola, e foi conversado sobre a retirada. Na escola ela ainda usava mamadeira, mas hoje uso o copo. De dia tudo bem, ela já estava acostumada à usar copo de dia comigo, foi mais fácil.
Conversei com ela no domingo à noite, que na escola não teria mais mamadeira, conversei que em casa, ela iria tomar no copo, que é uma mocinha, que no copo é mais gostoso, que todo mundo na escola está tomando no copo...

Essa semana foi a primeira que tentamos retirar à noite e pela manhã. Na primeira noite, foi oferecido leite no copo, ela bebeu 1/10 do que bebia, e largou, não quis, além de ter dificuldades para pegar no sono. Ficou irritada, chorou bastante, nervosa... não bebeu leite e acabou dormindo mais tarde.
Segunda noite ela nem pegou o copo, ficou nervosa.
Terceira noite, bebeu um pouco sentada, e se bebe esperta assim, não pega no sono fácil... daí acabamos dormindo primeiro que ela, e ela acordou no chão, nem sabemos o que aconteceu!
Quarta noite, demos logo a mamadeira, pois precisava terminar umas coisas e não ia ter paciência de ficar até altas horas com ela chorando...

Olha, não tem sido fácil! Parte de tudo isso, dessa dificuldade, é o terrible two, pois ela parece estar numa TPM eterna: tudo é motivo de ira e choros intermináveis!
Ontem mesmo, ela me deu tapas, dei de volta (na mesma intensidade)... já havia conversado tanto que não pode bater, nunca batemos para ela bater em nós... acho absurdo, o cúmulo filho batendo em mãe!
Chorou taaaaaanto....
O ato de sugar, dá o soninho nela... acho que ela se sente até insegura sem a mamadeira... é algo que acalma ela.

Bom, vou continuar tentando a retirada da mamadeira... aos poucos, com muita paciência. Vou com ela comprar um novo copo, vou deixa-la escolher...


Esse final de semana estamos indo viajar, um evento familiar. Ótimo final de semana!!!



quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Alimentação é o melhor remédio

Sei que, a maioria não vai concordar com meu post, eu também não concordaria anos atrás, mas...

Cada dia vou comprovando, acreditando e meditando sobre isso, no quanto a alimentação influencia em todas as funções do corpo. E cada vez que leio, me informo mais e mais sobre isso, vejo o quanto estamos enganados quanto ás regras que seguimos hoje.

Fui percebendo especialmente comigo, no quanto certos tipos de alimentos não me fazem bem, me sentia pesada, tudo "travava" dentro de mim, essa é a descrição do pão de farinha branca, quando como. Não deixei de comer, mas diminuí  e muito. Mas pretendo, deixar totalmente.

Fui fazendo essa reflexão especialmente quando iniciei a introdução de sólidos na dieta da Gá, pois ela me faz pensar que: quero viver muito e bem, para vê-la crescer e que quero que ela tenha vida longa e saudável. E tudo o que comemos influencia em tudo, no humor, nas alergias, no bom soninho...
Antes para  mim, comer era super automático: via a propaganda (a mídia influencia taaaanto) achava aquilo uma delícia, pois só tinha lados bons ali, apresentados, ia lá comprar, comer, e comer era um prazer, sem igual. Consequência? Não, não tinha... o produto era maravilhoso, só tem lado bom! Gordura que faz bem, açúcares, delícia!
E olha, que eu não era junkie food não... minha mãe nunca me deixou sem almoçar ou jantar, nunca substituía por lanche. Comia frutas, quase todas, hoje, todas. Comia o "Inho" super vitaminado após as refeições... tudo certinho! Pão toda manhã,. tudo com farinha branca, suco com açúcar (pra quê?).

Mas, meu intestino sofria com isso viu... a farinha congestionando meu sistema digestivo..
O açúcar roubando os nutrientes que ingeria....
O Inho se alojando em meu intestino...
Os corantes dando reações alérgicas (quase imperceptíveis)

Nunca fui à favor de radicalismo, mas no quesito alimentação, não vejo nenhuma vantagem em certos tipos de alimentos. Se sei que algo vai me fazer mal, vai me estragar por dentro, porque utilizar?
Li um livro ótimo, e até comentei aqui sobre ele, o "Mamãe, eu Quero", achei um pouco "exagerado" na época que li, mas cada dia que passa vou me convencendo que sim, a autora Sonia hirsch está muito certa em suas observações.

Percebi algumas coisas testando mesmo, usando no dia-a-dia, com a Isabella também. Percebi que, quando ingere muito corante, ataca a sinusite. Percebi que, excesso de leite, aumentava seu muco. Percebi que, falta de fibra trava o intestino dela, machuca e até sagra ao fazer cocô.
Percebi o quanto os açúcares e doces atrapalham na introdução de alimentos! No quanto isso poderia ser adiado... ninguém precisa de doces, é apenas uma droga para nos sentirmos bem...

Tem dias, que Isabella chega em casa parecendo uma usuária de crack procurando... doces (das festinhas que vamos, fraciono para dar ou os avós dão...) e ela deixa de jantar e chora por horas por não ter conseguido o doce que queria... ela deixa de se alimentar por causa deles! Por isso, deixamos de comprar bolachas, bolinhos e coisas assim. Porque além de não acrescer em nada, ainda atrapalham um bocado.

Isabella é uma criança que come pouco. Ela ainda está com peso abaixo da média, mas não a forço comer. E também por isso, incentivo uma alimentação mais rica em nutrientes, para que ela supra suas necessidades.

Olha o pratinho dela, come pouco... isso quando come tudo...

Ainda dou um docinho após as principais refeições, Mas isso de recompensar por comer é errado também, favorece o vício...

Nem vou falar muito dos industrializados, pra mim, grandes vilões! Em nossa casa (já entrou, mas hoje não) não entra mais:
  • bolacha recheada
  • Comida pronta congelada (congelo o que faço, prefiro)
  • Refrigerante
  • Batata frita
  • Suco em pó
  • Suco de caixinha
  • Temperos prontos

Nossos desafios: (ainda consumimos, e tentamos diminuir)
  • Frios em geral
  • Enlatados
  • Diminuir o queijo (Isabella ama)
  • Pizza (nosso evento semanal)
  • Pão branco (1 vez por semana)
Todos os dias, já ingeríamos:
  • Frutas variadas (tanto que, fruta é algo que a Isabella não dispensa... aí está o exemplo)

Passamos a usar:
  • Açúcar mascavo para receitas
  • Quinua, quase diariamente (pesquisem sobre esse grão maravilhoso)
  • Mais Verduras
  • Aveia
  • Biscoitos, bolos e tortas feitos em casa


Não sei se é obra do acaso... mas há meses ela não fica doente. Estamos todos melhorando a alimentação em casa, e nenhum de nós teve problemas de saúde.
Fiz um teste semana passada: dei gelatina com corante à ela... ficou com nariz congestionado, batata!
Cada dia, vamos descobrindo o que nos faz bem, e vamos ajustando a rotina.
O grande desafio, é deixar de usar o açúcar. Acho complicado viu... faço bolos, biscoitos caseiros, mas tudo ainda com açúcar... vamos aos poucos.
O bom é que, o papai entrou nessa também, e está engajado na alimentação mais natural!

Lembrem-se: a criança é uma "esponjinha" dos pais. Ou seja: tendem a copiar as atitudes dos pais. Se o pequeno sentar à mesa e notar que os pais comem com gosto uma maçã ou uma salada bem temperada ou então bebem um suco de laranja fresquinho, a chance de a criança se interessar por esses hábitos saudáveis é grande.
Agora um pai que traz refrigerante ou alimentos "engordativos" para casa estará contribuindo para alimentação ruim das crianças. Hoje, já temos menos tempo e mais dificuldade em praticar atividade física, então alia-se isso à má alimentação....

Os resultados de uma má alimentação podem não aparecer agora, mas um dia virão...

Olha só, o que os industrializados carregam:



- Gordura trans: é a gordura vegetal transformada em gordura sólida. Também conhecida como óleo hidrogenado, é usada para dar crocância e consistência aos produtos industrializados. Causa obesidade, câncer de mama e doenças cardivasculares, em decorrência do aumento do colesterol ruim e da diminuição do colesterol bom.
 

- Antioxidantes: são compostos que previnem a deterioração dos alimentos por mecanismos oxidativos. A oxidação envolve a adição de um átomo de oxigênio ou a remoção de um átomo de hidrogênio das moléculas que constituem os alimentos. Os mais usados são ácido benzoico, nitratos e nitritos. Podem causar alergia, distúrbios gastrointestinais, dermatite, aumento de mutações genéticas, hipersensibilidade, câncer gástrico e do esôfago. Lembrando que os antioxidantes naturais (frutas, legumes e verduras) não trazem nenhum mal à saúde, pelo contrário só trazem benefícios.
 
- Corantes: podem ser naturais ou sintéticos — estes, geralmente em pó ou em grãos, são tóxicos. Como, porém, a concentração usada é muito pequena, não chega a ser preocupante. Mesmo assim, certos corantes permitidos no Brasil (a exemplo do Allura) foram proibidos em vários países (como o Canadá), porque podem causar reações alérgicas, convulsões e câncer.
 
- Espessantes ou estabilizantes: a principal função é aumentar a viscosidade do produto final, bem como estabilizar emulsões. A formação e a estabilização de espuma em vários produtos também são efeitos desses aditivos. Podem provocar irritação da mucosa intestinal e ação laxante.
 
- Umectantes: responsáveis por manter o alimento úmido e macio. No coco ralado, por exemplo, é adicionada glicerina. Nos marshmallows, adiciona-se monoestearato glicérico. Podem causar distúrbios gastrointestinais e da circulação pulmonar.
 
- Acidulantes (ácido acético): aumentam a acidez, ou simplesmente dão ou intensificam o sabor ácido. Pode ajudar na conservação, por atenuar o aparecimento de certos microorganismos ao aumentar o pH do meio. Aumentam ainda a eficácia de conservantes. Quando usados demasiadamente, podem provocar cirrose hepática, descalcificação dos dentes e dos ossos.
 
- Flavorizantes: são responsáveis por dar ao produto industrializado sabor característico ao in natura. Podem causar câncer e alergias.
 
- Agentes adoçantes: estão presentes em produtos destinados a consumidores que precisam de restrição calórica, portadores de diabetes ou pessoas que têm problemas ao ingerir certos açúcares. Os mais usados na indústria são o aspartame e os elaborados a partir de ciclamato de sódio e sacarina sódica, que podem provocar câncer, o que ocorreu com estudos em ratos. Por isso, embora vendidos livremente no Brasil, foram proibidos nos EUA, ainda que sem testes em seres humanos.
 
Veja imagem de uma pesquisa feita com um lanche do Mc Donald's depois de 1 ano o lanche permanece quase do mesmo jeito, tudo isso por conta dos aditivos e conservantes químicos. Fique atento com esses alimentos, principalmente pelas crianças.
 
Já me falaram bastante, inclusive minha mãe, que eu não deveria restringir tanto para a Isabella, pois ela é magrinha, pode comer que não engorda. Meu medo não é unicamente esse, meu medo são as doenças que ela pode ter, meu medo é que ela não aprenda a forma correta de comer, que ela tenha hábitos abusivos, que agridam seu corpo. Por enquanto, ainda posso influenciá-la, um dia, ela fará suas próprias escolhas, mas a base a pessoa sempre carrega.

E quando saímos? Bem, em geral levo algumas coisas para a Isabella, e quando não levo, comemos o que há mesmo, o que é servido.
 
Nossa, ainda teria tanto assunto sobre isso... mas deixa neh, duvido que alguém vá ler tudo isso!
 
 

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Atenção

Isabella vira e mexe agora diz:
- Tô com febre mamãe
Então dou um carinho, atenção, porque é só isso que me vêm à cabeça: ela quer atenção!

Deve ver na escola as tias dando mais atenção aos que ficam dodóis, dão colinho, e então percebeu...kkk

quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Receitinha: Biscoito de aveia (super fácil)

Fiz essa receitinha essa semana, adorei!!
Tentando evitar industrializados de qualquer linha, venho fazendo receitas de lanches em casa...



Biscoitos de aveia


1 ovo
2 colheres (sopa) de margarina
1/2 colher (sopa) de fermento em pó
1 colher (café) de canela
1 xícara (chá) de aveia em flocos fino
1 xícara (chá) de açúcar mascavo
1 Xícara de farinha de trigo (melhor ainda se for integral)
 um pouquinho de leite
Misture tudo com uma colher, o ponto é firme. Coloque em uma assadeira untada com óleo com ajuda de duas colheres deixando um espaço entre elas... me falaram para deixar na geladeira um tempinho antes de assar. Asse em forno pré-aquecido a 180°C entre 20 a 25 minutos.


Daí pode acrescentar castanhas, uva passa.... coisas assim...


Bonitos, não ficaram... mas aí é só ter mais capricho na próxima vez quando colocar na fôrma.. mas ficam gostosos, viu?

***************
 
Isabella sempre está acordando com tosse, ontem não almoçou/jantou na escola, só líquidos e frutas. Que o corpinho dela combata esse resfriado!

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Estamos no Alycia e Isabella no dia-a-dia

Mamães,

Levamos uma receitinha para o quadro "mamãe na cozinha" no blog da Thayna, passem lá e aproveitem para conhecer o blog dela!

A receita é de Maria mole diferente... uma delícia!

terça-feira, 17 de setembro de 2013

Jantar romântico à TRÊS

Na sexta, papai chegou mais cedo e fez um jantarzinho para nós...

Família toda

O cardápio tinha que ser de: massa... a Gá adora


Comendo de garfo e faca...
Tempinho deu uma mudada em SP, uma chuvinha, ventinho ontem à noite, Isabella acordou tossindo... espero que não seja nada demais.

segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Domingo com atividades do início ao fim...

Nosso domingo 15/09: pela manhã, fomos à piscina, depois café da manhã, depois churrasco de aniversário de uma amiga e depois ainda fomos assistir à apresentação da Banda Lady Cat and The Tramps...
Não faltou atividades!

Após a piscina

Fotos da exposição em cartaz no SESC Belenzinho

Gá adorou todos

Festa de uma colega de trabalho

Show da banda Lady Cat and The Tramps

A banda...
Isabella assistiu toda a apresentação, sem arredar o pé! Chorou quando quisemos sair antes, ficamos até o final.

quinta-feira, 12 de setembro de 2013

O melhor de ser Mãe

Acabei de ler no blog da Andrea, do Coisas da Lara, uma pergunta: Qual a melhor coisa de ser mãe?
Me veio tantas coisas na cabeça, que resolvi abrir o post...

Para mim, AS melhorES coisas de ser Mãe:

  • Ser mãe me fez ser verdadeiramente mulher. Me fez sentir-me útil, sentir-me importante realmente. Carregar uma vida é muita responsabilidade, e um ato de amor. E cuidar dessa vida por toda a sua existência é um exercício vivo de amor.
  • Se mãe me fez ser menos egoísta, me fez deixar de pensar em mim em primeiro lugar, me fez entender mais as necessidades do outro.
  • Ser mãe me fez sentir um amor inigualável!
  • E justamente por esse amor, me deixou menos materialista. Hoje sei que nem tudo é trabalho, que vale à pena ganhar menos para estar junto da cria, que nem sempre deixar boas heranças financeiras garantirá um futuro para minha ela, que o amor, respeito e ensiná-la a ser feliz com o que se têm, mesmo que pouco, poderá garantir melhor sua felicidade.
  • Antes de ser mãe, era ambiciosa, hoje, quero apenas o essencial.
  • A maternidade me trouxe maturidade. Me fez perceber que não posso ser volúvel, não posso mudar de opinião a todo momento, não posso decidir minha vida através de minhas atitudes. Me fez ser ais sensata, a pensar 2 vezes.
  • Ser mãe me fez valorizar os pequenos momentos em família, os passeios ao ar livre, o prato vazio que ela comer, a risadinha da Gá quando apronta...
  • Ser mãe me fez entender melhor minha mãe... sempre achei que ela pouco se dava por mim, mas por mais que não sejamos grandes amigas, ela cuidou de mim diariamente, incessantemente, durante toda a minha infância. Ela dedicou à vida a família... hoje nada têm de bens materiais, mas ambos seus filhos são pessoas felizes, realizadas e foram atrás de seus objetivos.
  • Ser mãe me deixou menos exigente, comigo, com as pessoas. Sim, me cobro como mãe, mas não me cobro tanto como amiga, profissional... e não cobro as pessoas ao meu redor, estou mais satisfeita com tudo.
  • A amor de mãe faz qualquer coisa impossível se tornar possível, não consigo imaginar algo maior! Apenas Deus, que está acima de tudo.
Obrigada Gá, por fazer parte desse meu aprendizado!
Obrigada meu Deus pelo presente de ser mãe, pelo direito de amar, pelo dever de educar!



segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Festa anos 60

Esse final de semana tivemos festa!
Foi uma festa de aniversário de uma criança, a Nicolly, a mamãe dela trabalha comigo.
Olha nossos preparativos:


Isabella com o 1ºvestido... reservei 2 já, pois sabia que ia sujar e tal



Antes de sair de casa, todo mundo preto&branco

Meu penteado



Unhas da Gá... com filha única e tudo...


Ela na festa com o segundo vestido, dançou muito! Isabella adora dançar...
Ela não comeu praticamente nada... e nem bebeu. Só havia refrigerante e ela não gosta muito. Devia ter levado algo, mas por se tratar de uma festa de 5 anos, imaginei que teria ao menos suco.
Pra não dizer que ela não comer nada, ela lambeu a cobertura do cupcake e uns pedaços de algodão doce, mas salgados ela não come.
Mas dançar... nossa, ela dançou muito, tudo que é música ela dançava, até se acabar. Voltou bem cansadinha pra casa.

sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Hoje estamos no Isaac para sempre!

Mamães,

A Vivi, do Isaac Para Sempre, criou um post semanal ás sextas para que as mamães pudessem divulgar suas dicas de beleza ás amigas blogueiras, os posts intitulam-se como : MAMÃE QUE SE CUIDE.

Estou participando hoje, dando algumas dicas fáceis, acessíveis e baratas, de como se cuidar um pouquinho usando coisas que temos em casa mesmo...

Dá uma passadinha lá!

quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Dividir

Sempre ensino a Isabella à dividir, seja o que for. Se for brinquedos, emprestar, se for alimento, dividir e dar, e sempre insisto que ela mesma o faça, para entender e aceitar isso, e que possa levar para a vida toda!
Em geral, ela sempre dá/empresta suas coisas, quando é pra dividir com o papai e mamãe ela é mais resistente, e mesmo explicando porque e tal já tive que fazê-lo sem ela querer, chorando, mas ela precisa entender que sim, precisa dividir.

Hoje pela manhã uma amiguinha (1 ano mais velha) estava comendo bolachas na van escolar, e logo que a Isabella apareceu na porta, ela já disse:
- Não vou dar, é minha
Só nesse momento é que vimos que ela tinha um pacote de bolacha em mãos.
Ela insistiu:
- Não vou dar, é minha.
Isabella estendeu as mãozinhas para esperar um pedacinho da amiga, porque sei que, ela daria. Ela não gosta que coloque a mão e peguem, mas ela mesma quebraria e daria, por isso, ela esperou receber.
Mas a amiguinha não deu, e insistiu que não daria.
Eu não tinha nada da bolsa pra oferecer, e sim, fiquei morrendo e dó, e acabei eu mesma tentando convencer a amiguinha que ela devia dividir, um pedacinho mesmo que pequeno, com a Gá.
Nem quando pedi ela deu, partiu meu coração. Porque a Isabella foi super educada esperando, e como ela dá, ela esperou receber.
A amiguinha ainda ficava levantando a bolacha, na frente dela, dizedo que : não vou da-ar, não vou da-ar.
Eu disse à Gá:
- Chegar na escola, peço pra tia de dar bolachinhas tá?
E ela que não é uma criana fácil, me respondeu: -NÃO!!!

Quando chegou na escola, avisei à tia, para dar qualquer pedaço mínimo de bolacha pra ela.
Me senti angustiada de ver que a Gá não recebeu o que queria.... tentei pensar se isso não serve de algum aprendizado pra ela, porque mesmo em algo ruim, sempre se tira uma lição.

Sei que isso é super normal acontecer, que até a Isabella poderia ter feito, mas me senti angustiada....

quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Vale Abraço


 Anteontem colei  esse "vale abraço grátis" na geladeira. Vou explicar pra Gá como funciona.
É destacável, e você escolhe o tipo de abraço que quer, e entrega para a pessoa da qual quer receber o abraço.
Tem dias que ela chora muito sem motivos, e vou explicar que quando ela quiser um abraço, um colinho, ela me sinaliza assim. Tem dias que ela não consegue expressar o que quer, e acho que toda forma de comunicação é válida.
Na verdade, encarei isso mais como uma brincadeira nossa em casa, para deixar os dias mais leves...

O que acharam? Ótima idéia para demonstrar nosso afeto! 

terça-feira, 3 de setembro de 2013

Numa noite gelada de inverno...

Noite, frio... o que a Isabella pede? Um sorvete... E a mãe doida o que faz? Dá!

Dei sem culpa... ela anda muito saudável ultimamente, e o sorvete não ocasionou nada. Fica dodói quando tem que ficar dodói!
video
Delicinha!
Puxou a mãe, adora um sorvete!

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Aproveitar a vida!

Nossos finais de semana têm sido pura agitação! Todo sábado e domingo temos uma atividade para fazer: é parque, é teatro, é compras, é casa dos avós, é piscina...
 
Sábado fomos andar no centro de SP, almoço na casa do vovô paterno, à tarde na casa do vovô materno....
No Trem, Gá adora transporte coletivo (é que não pega todo dia neh...)

Gato vizinho do vovô

Ela adora!

Pracinha no final da tarde

Descendo a ladeira escorregando numa folha...

Ela adorou!
Domingo à tarde fomos à Piscina coberta e aquecida do SESC, Isabella amou, adorou! (não tirei fotos..) Quando já estava com frio, saímos, banhozinho e capotou no carro. Terminamos o domingo com uma pizza!

Ótima semana!!!