segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Opniões divergentes entre pediatras

Daí que a Isabella não melhorou de seu resfriado no final de semana, sentí que aquele excesso de muco estava aumentando, ela tossia mais e a tosse mais carregada. Estava com o sono bem perturbado e percebi que seu ouvidinho à incomodava.
Resolvi retornar ao médico pois a medicação prescrita era pra ser administrada até domingo apenas, fiquei na dúvida se permanecia com os mesmos remédios e fui ao PS. Fomos atendidos por um médico bem jovem (não sou preconceituosa, mas a experiência não se paga), ele mal examinou a Bella a passou um outro xarope expectorante, disse não ser nada demais e nos liberou afirmando que o resfriado se cura sozinho, que o remédio é só pra aliviar os sintomas. Ele deu o diagnóstico sem examinar os ouvidos e a garganta e sem medir sua temperatura (oi???). Eu sabia que ela não tinha febre pois medi todos os dias, mas ele sabia?


Não confiei nem um pouco nesse atendimento e resolvi procurar outro hospital. Tenho medo de levá-la pra esse tipo de ambiente porque sei que tem muitos riscos, mas precisávamos de uma segunda opnião pois eu percebi que ela não estava com um resfriadinho leve.


No segundo hospital fomos atendidos por um médico experiente, a enfermeira chamou antes pra uma triagem e mediu a temperatura, fez diversas perguntas e nos disse que esse médico era muito bom. Realmente sentí muita segurança na consulta pois ele examinou a Isabella completamente, ouvidos, nariz, garganta, face, cabeça, peito, costas, amídalas, pescoço. Percebeu que ela está com o ouvido infeccionado também, devido ao forte resfriado. Ele receitou amoxilina (antibiótico) pois disse que ela está com os seios da face carregados, com muito muco. Graças à Deus seu pulmão está limpo. Mediquei ela à noite e ela teve uma noite mais tranquila, já na 1º dose do remédio sentí efeito positivo. O médico ainda pediu que a levássemos na próxima segunda-feira para examiná-la e verificar se ela está bem. Gostei demais do atendimento e quando precisar de uma consulta de urgência vou sempre procurá-lo no hospital. Agora para confirmar que ele é realmente bom é só aguardar a Isabella melhorar, estou confiante que ela vai ficar bem agora.


Médico é médico, mas mãe é mãe. Não devemos confiar plenamente neles, assim como não devemos medicar por conta.



Boa semana à todos!

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Primeira (longa) semana

No primeiro dia vim trabalhar tranquila, certa de que tudo ficaria bem. Me envolvi com os assuntos do trabalho e o dia passou rápido. Isabella já estava acostumada a passar um dia ou dois da semana na escolinha, então sem problemas. Cheguei em casa e fiquei com ela até quando dormiu, e quando seus olhinhos começaram a esfregar por causa do sono já me deu saudade do pouco tempo que consegui brincar e conversar com ela.

O segundo dia bateu saudade pois ela nunca ia dois dias seguidos pra escola, daí a rotina realmente começou a ficar diferente. Ela chegou em casa e logo quis dormir, morrendo de sono, então não aproveitei o tempo com ela. Na escolinha ela dorme bem menos que em casa, daí chega cansada e com sono.

O terceiro dia tivemos consulta com pediatra no final do dia, assim ao menos pude ficar um tempo a mais com ela. Mas na consulta a pediatra sentiu que seu peito está cheio, com a garganta vermelhinha, o resfriadinho do final de semana evoluiu. Eu tinha sentido que ela estava com uma tosse mais carregada desde terça-feira, e como tínhamos pediatra marcado pra quarta nem levei ao PS, melhor passar com a pediatra que a conhece. Agora ela está tomando xarope expectorante, antiflamatório pra garganta e estou fazendo inalação com soro à noite e de manhã. Ela acordou de madrugada pra mamar e veio dormir comigo na cama, prescisa de aconchego neh, e vai poder dormir comigo até sarar. Ela acorda algumas vezes na noite incomodada, daí bato no bumbum e canto no ouvidinho pra ela acalmar e voltar a dormir, ás vezes mama na madrugada. Como o sono está prejudicado por causa do resfriado acaba sentindo mais fome.

Hoje vim trabalhar com o coração apertado! Queria poder ficar com ela em dias assim, mas acabei de voltar à trabalhar, tenho que evitar me ausentar. Espero que ela sare logo!

Quanto ao trabalho está tudo bem, voltei à ativa trabalhando bastante, isso é muito bom. O lado ruim disso é perder praticamente a semana toda longe da Bella, pois quando chego ela já está cansada demais e com sono, fico com ela 1:30 + ou -.

Desde segunda-feira estou com uma dor na perna esquerda que vai até a coluna... nunca sentí isso, sei lá o que é. Sei que ando mancando, tá feio demais. Fora que ando devagar, e presciso correr pra pegar a Bella na escolinha.

Bom restinho de semana!

sábado, 19 de novembro de 2011

Tensão do fim da licença maternidade

Não adianta, não consigo ficar longe daqui!
Tenho tantas coisas passando em minha mente e em meu coração, que daria um post imenso, mas daí não dá.

Estou meio nostálgica, já sinto saudade dos dias inteirinhos em casa com a minha princesa Isabella! Mas na mesma hora que me vêm essa angústia causada pela saudade também me vêem que tomei a melhor decisão para nós duas, optando pelo meu retorno ao trabalho. Na verdade eu não tinha opção de não voltar, tinha que voltar mesmo, então sempre tentei me preparar pra esse momento, que mesmo assim vai ser difícil.

Pra amenizar essa melancolia toda eu procuro pensar que: ela estará sendo bem cuidada, bem alimentada, não sentirá frio, vai fazer muitos amigos, terá uma vida social mais agitada que a minha (!), e como passaremos tantas horas distantes uma da outra sei que quando à encontrar não haverá cansaço algum que não me faça ser feliz ao seu lado. Eu nunca gostei de ficar em casa, mas se pudesse receber pra ficar com ela em casa, ai que bom seria - sonho meu, sonho meu...rs.

Mas o tempo que passaremos longe durante a semana vou compensar à noite, nos fins de semana e feriados, vou grudar na Bella e não desgrudar pra nada!

Sei que é duro passar por certas fases, e essa é uma delas. Mas vamos superar, quer dizer, eu vou superar, porque a Bella está bem adaptada na escolinha já. Depois que passa tudo a gente olha pra trás e vê que fez uma boa escolha, seja ela qual for, porque coração de mãe não se engana, não mesmo.
E como em tudo na vida de mãe sempre há o sentimento de... de que... de que? de culpa, claro. Essa noite a Isabella não dormiu direito devido um resfriado. Ficou com nariz congestionado, fiz nebulização, tentei puxar com o aspirador nasal, e nada. Ela acordou diversas vezes e eu por consequência não dormi nada. Levei ao PS e a médica disse ser só resfriado mesmo, menos mal. Daí imagino se ela não estiver melhor na segunda-feira, ai meu Deus!
Deixa eu ir que ela tá me chamandooo, quer dizer, me gritandoooo.

Ai, que saudade!
Bye licença-maternidade, bye férias!

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Justificando a ausência futura

Oi pessoal que nos acompanha!

Vim apenas para explicar que como estou retomando o trabalho vou acabar me ausentando mais daqui do cantinho e também do blog de vocês.
Em dezembro é o mês que mais trabalho, provavelmente em janeiro terei mais tempo para o blog, os fóruns, o facebook...

Ainda vou passar por aqui antes do fim do ano ok? Mesmo porquê tem o post dos 7 meses.

Não sei quando vou postar novamente, então segue as últimas fotinhas da Bella:






Até mais!

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Perigo: Desvendando a casa

Já está à vontade no andador


Daí vai pra todo lado...


... vai parar em qualquer lugar!


sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Agradecimentos

Nos últimos dias estive pensando muito em nossas vidas (minha e da Bella) e cheguei à conclusão que precisava vir registrar aqui meu agradecimento por muitas coisas.
São momentos que me vêm a memória e lembro com muito carinho, por isso quero agradecer por tudo o que vivemos.


Fui muito feliz...
Fui muito feliz por ter sido abençoada com uma gravidez tranquila, por receber um positivo no primeiro mês de tentativas, mesmo ouvindo do médico que eu demoraria para engravidar (à uns 2 anos atrás).
Fui feliz por ter um parto tranquilo, onde não tive complicação alguma e sentí as contrações indicando que era chegada a hora do nascimento, tudo correu como planejei.
Fui feliz porque pude trazer minha filha ao mundo numa das melhores maternidades do país, onde pude conhecer e escolher previamente, me dando muita tranquilidade. Lá tive um ótimo atendimento do início ao fim de minha internação, recebi auxílio para o banho, as trocas de fralda, recebi um apoio maravilhoso para a amamentação.
Fui muito feliz por minha filha ter nascido saudável, por ter feito a pega no seio facilmente.
Fui muito feliz por ter meus pais comigo, nos momentos tristes e de desânimos eles me escutavam e tentavam me dar ânimo, me ajudaram como puderam e não me criticavam em momento algum.

Sou muito feliz...
Sou muito feliz por estar com minha filha adorada, por todas suas conquistas, suas novas habilidades, suas gracinhas. Estou muito feliz porque o período conturbado passou, na verdade passou à uns 3 meses já, e foi justamente após esse período que pude aproveitar as delícias da maternidade.
Sou feliz porque minha pequena é muito saudável, mesmo em contato com outras crianças não contraiu nada grave, somente um leve resfriado. Fico feliz tb por ter feito uma boa adaptação no berçário.
Sou feliz porque pude ficar com a Isabella por mais de 6 meses em casa, acompanhando muitos marcos de seu desenvolvimento de perto, pude dar os primeiros sucos, frutas, papinhas. Pude acostumá-la à mamadeira sem traumas e sem pressa.
Sou muito feliz pelo apoio, carinho, atenção, e até broncas que recebi e recebo das minhas amigas do blog. As amizades que fiz aqui são muito reais e levarei comigo para o resto da vida. Saibam que vocês foram de extrema importância para mim, parte do que sou hoje como mãe vêm da convivência com vocês.

E sempre serei feliz por ter minha filha, é o maior presente que recebi, o presente que Deus me enviou.

Por tudo isso agradeço:

À Deus primeiramente, por me conceder tantas bênçãos e me livrar de todo o mal
Ao meu GO, que critiquei tanto na gravidez mas que se mostrou parceirão no meu parto e pós-parto
Á equipe de enfermagem do hospital Sta Catarina (SP)
Aos meus pais e ao meu irmão
Á equipe da escolinha, às berçaristas em especial
Ao meu chefe, por ter me concedido a licença de 6 meses e ainda conceder as férias
Ás amigas do blog, por tanto carinho dispensado à nós.
Á minha filha Isabella, por me trazer um novo sentido à vida, mudar meus conceitos, me amar!

Acho que ainda tenho mais pra agradecer pois é muita coisa boa que acontece, mas ás vezes nos esquecemos de agradecer a acaba no esquecimento, por isso registrei o que mais marcou.


Obrigada, muito obrigada!

O único amor verdadeiro


O amor por um filho é o que de maior existe, ao menos que eu conheço. Os momentos com minha filha são os mais felizes que vivo.

Ainda grávida ouvi essa música e me emocionei pensando no encontro que teria com minha princesa, e como não sou muito boa com as palavras, deixo aqui parte desse sentimento:

Um Anjo Veio Me Falar - Rouge



Tão difícil entender o coração
E tantas vezes eu tentei

Acredito numa história de amor
Um sonho lindo (um sonho lindo)
Sei que vou viver

Um anjo veio me falar
O amor chegou pra mim
Veio me mostrar.
O sonho não tem fim.
E não importa quanto tempo vai passar
Vou te esperar
E nunca foi tão forte assim, eu ouvi
Um anjo me falar.

Quantas vezes com um beijo eu sonhei
Um carinho que eu nunca senti.
Sei que um dia você vai estar aqui
Num sonho lindo, num sonho lindo
Nos seus braços é onde eu quero estar.

Todo amor que eu sempre procurei
Você veio me mostrar
Eu sei você é o meu anjo. O amor que eu sempre sonhei
Eu sei, você é o meu anjo... anjo
Não importa quanto tempo vai passar
Vou te esperar
E nunca foi tão forte assim, eu ouvi
Um anjo me falar.


Obs: Isabella está melhor, menos enjoadinha. Ela está mais carente, é verdade. Deve estar sentindo que vou voltar à labuta. Quando me vê já estica os bracinhos pra que eu a pegue. Quando saio da sua presença tenho que fazer sem que ela veja, pois se me vê saindo chora...


Bom feriadãooooo!!!!!

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Andador



A primeira vez no andador! Nem preciso dizer que ela adorou neh...

video

Estou deixando uns 20 minutos 2x ao dia, e sempre estou por perto. Ela já ensaiou uns passinhos atrás do Ozzy.

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Final de semana complicado

Daí que este final de semana não foi tão relaxante como pensei!


Conseguiu tirar sua soneca da tarde!
 Começou na sexta, Isabella estava enjoadinha e toda manhosinha. Não queria ficar sozinha, não ficava no carrinho, queria colo. Se colocava um pouco deitada queria sentar, se sentava se jogava pra trás pra deitar. Se eu pegava no colo tinha que ficar em pé andando, pra distraí-la. Tinha horas que nem mesmo o aquário aliviava sua tensão. Seu soninho ficou diferente, mas perturbado e dormiu menos durante o dia. Acordou à noite chorando, coisa que não fazia mais... Ela se alimentou normalmente, por isso não fiquei preocupada. Á duas semanas atrás o intestino desandou (já melhorou), ela ficou com o narizinho entupido (já melhorou tb), mas não teve febre. Ficamos todo o final de semana assim.

Desconfiei que seriam os dentes, mas não vejo nada de muito diferente na gengiva. Pensei na crise dos 6-8 meses, a angústia de separação, mas sei lá também.
Ela chora sem lágrimas, chora por qualquer coisinha, dá uma dó! Daí acabo ficando com ela no colinho bastante tempo, pra tentar deixá-la mais tranquila, mas ás vezes nem isso resolve. Acho que ela não está com dor ou algo assim, porque se distraio ela, levo pra passear e tal ela se acalma, fica mais tranquila. Acho que é uma fase mesmo, uma fase não muito boa.

Sei que estou tentando encontrar uma resposta para essa mudança, e que seja algo concreto, porque ao menos sei que vai passar e ela vai voltar a ser aquele bebê com sua rotininha, tranquila, sorridente da mamãe!

Boa semana à todas, que tudo volte a ser como era por aqui.

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Está chegando: A volta ao trabalho

No final de outubro entrei em meu período de férias, então já já volto ao trabalho.
Dá saudade só de imaginar que ficarei longe da minha boneca, mas ao mesmo tempo fico feliz em voltar á ativa, sei que preciso voltar ao trabalho pois minha ajuda é substancial para as necessidades da minha filha.

Antes eu só teria a licença de 4 meses sem férias, e depois essa licença se estendeu para 6 meses e ainda 20 dias de férias, que maravilha! Esse tempo foi muito importante para nós, e a extensão dele foi muito importante para a primeira papinha, primeiro suquinho, primeiro dá, dá, dá, primeira vez que rolou... Isabella conseguiu se adaptar na escolinha, fomos levando aos poucos e tudo correu bem. Poder fazer isso com calma e tranquilidade foi primordial para que tudo corresse bem. Primeiro dia eu chorei horrores, mas tendo a liberdade de fazer isso com calma, levando no dia em que eu quisesse, foi bom para que eu me adaptasse a conviver longe dela, pois passaremos muitas horas longe uma da outra.

Será que darei conta de trabalhar em período integral, chegar em casa e dar atenção à Bella, esperar ela dormir pra começar a fazer os serviços domésticos e só depois (quase de madrugada) ter um tempinho para mim. Será que dou conta de tudo isso sem ficar biruta? Tanta gente consegue neh, vou conseguir tb.

Nos últimos dias a Bella não quer mais ficar sozinha, já reclama se viro as costas e quando vêm pro colinho fica quietinha, está um pouco manhosa, percebi.
Amanhã temos a primeira reunião de pais na escolinha! Ainnn...... será que terei reclamação da Bella? rsrs.


Bom final de semana!

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

O Sono- Hora de nanar

Vi um tempo atrás alguns blogs publicando sobre o sono dos pequenos. Não fiz meu post sobre isso na época, mas hoje resolvi escrever pois parece que as coisas se ajustaram de vez.

Não posso reclamar do sono da Isabella, para mim ela dorme maravilhosamente bem para um bebê de sua idade. Fazendo um apanhado geral de tudo até aqui (e senta que lá vêm história, gosto de relatar tudo tim tim por tim tim):

Até os 15 primeiros dias ela acordava à cada 2 horas para mamar, mas sempre dormia novamente. Havia noites em que acordava de hora em hora. Marido até me perguntou se havia algo de errado com ela, mas claro que não, isso é normal neh. Ela nasceu pequenininha e seu estômago pequeno digeria o leite rapidinho. Até seus 15 dias ela dormia no berço, eu levantava e dava mamá na cadeira de amamentação (confesso que já cochilei com ela  no colo, perigo!)
Desde cedo criei o hábito de não trocar a fraldinha de madrugada, trocava à noite e pela manhã só. Se percebesse cocô na fralda daí trocava, mas no escurinho mesmo, pra não despertar. Mas como ela nunca fez cocô com muita frequência então dificilmente trocava.

Após os 15 dias ela acordava à cada 2 horas, ás vezes esticava até 3 horas dormindo. Como foi o período que iniciou as cólicas ela passou a dormir comigo, pois dormia de tanto chorar em meu colo e no meu colo ia pra cama (eu nao tirava o braço debaixo dela, dormia assim nessa mesma posição a noite toda). Se eu saísse de perto ela acordava, então o berço ficou lá enchendo de pó.

No segundo mês começou a dormir 3 horas à noite (das 00:00 às 03:00) e depois acordava de hora em hora até amanhecer. De dia não ficava mais que duas horas acordada e dormia períodos de 1 hora, 1:30h. Continuamos com a cama compartilhada, pois ela acordava se eu tentasse tirar do meu colo, era dia e noite do meu lado. De dia também dormia em meu colo, direto.

No terceiro mês as cólicas foram melhorando e ela passou à dormir períodos de 4, 5 horas seguidas. Eu já me sentia vitoriosa por dormir melhor. Nesse mês comecei a colocá-la no berço no início da noite e de madrugada ela ia pra cama comigo. De dia ela passou à tirar uma soneca de 30 minutos de manhã e outros sonos bons à tarde (2 horas, depois 1 hora), já dormia no carrinho nessas sonecas.

No quarto mês as cólicas foram pro espaço, graças à Deus! Neste mês o sono da Isabella melhorou muito e ela entrou numa rotina: Dormia ás 22:00 até 04:00, mamava e dormia até 09:00. Ou seja, acordava apenas 1 vez pra mamar. De dia dormia um periodo de 2:00/3:00 á tarde, e se atrapalhassem essa rotina (seja por compromisso, saída, pediatra, o que for) ela ficava chaaaaaaata! Neste mês ela acordava resmungando, conversando, parou de chorar pra me chamar. Só chorava se eu demorasse. Ela já dormia sem precisar embalar.

No quinto mês ela começou a dormir a noite toda (em 80% das noites). Quando digo a noite toda é das 22:00 às 06:00. De dia tirava a mesma soneca da tarde, um período de 2:30 hs em média. Este mês ela passou definitivamente à dormir só no berço.


No último mês ela têm dormido às 21:30. Em 40% das noites vai até 08:00, 25% vai até 07:00. 5% vai até ás 04:30 e os outros 30% acorda ás 06:00, mas mama e dorme novamente. De dia tira sua soneca da tarde (uma média de 2 horas). Se saímos ela tira uns cochilos de 20,30 minutos e já acorda bem.


O que penso é que devo agradecer por minha filha ter um soninho tão bom. Nunca reclamei das noites que tive que levantar, pois ela entendeu desde cedo que a noite foi feita pra dormir. Todas as vezes em que ela acorda de madrugada ela mama e dorme, nunca fiquei com ela acordada desperta, querendo brincar. Também nunca passei a noite acordada com ela doente, chorando, com dor. Nos primeiros meses ela teve cólicas, mas o período crítico era das 17:00 às 21:00, depois disso ela sofria quietinha pra mamãe poder descançar. De madrugada ela resmungava, já chegou a chorar, é verdade, mas se acalmava em minutos e voltava a dormir.

Olho ela dormindo e vejo um anjinho, um anjinho que Deus me enviou. Dorme traquila (quer dizer, acorda atravessada no berço, socando a cabeça em baixo do protetor).



Acho que quanto ao sono tudo deu certo aqui em casa, tivemos o período de adaptação e ela entendeu direitinho. Meu medo é que dê uma reviravolta e ela volte a acordar mais à noite, pois muitas mamães relatam que após meses os bebês voltam a dar trabalho. Espero que isso não ocorra por aqui, mas não vamos sofrer por antecipação.

Hoje ela tomou as vacinas do 6º mês, fiquei com medo d'ela não ficar bem e não levei pra escolinha, mas ela está bem, não teve febre.

Bom soninho pra vcs, bebês e mamães!

terça-feira, 1 de novembro de 2011

6 meses da Princesa

Meio ano, 180 dias, 6 meses da princesa Isabella! Hoje é seu 1/2 aniversário!
6 meses que minha vida mudou completamente, e cada mês minha alegria e amor aumentam.

Merecia um bolinho de comemoração neh?

Como foi este último mês:

- Teve sua primeira queda, e na primeira já foi uma grande queda do trocador
- Não está mais estranhando as pessoas, no último mês só estranhou meu pai (o vovô)
- Já fica sentadinha sem apoio por um tempo
- Passa objetos de uma mão pra outra
- Descobriu os pezinhos este mês, vive agarradas neles, especialmente na troca de fraldas.
- Fez uma boa adaptação na escolinha. Inclusive aceita comer mais lá do que em casa, as tias têm jeito pra coisa
- começou a falar dá, dá dá, dá
- Já fica sentadinha sem apoio
- rolou pela primeira vez, deixamos ela de bruços e ela rolou de barriguinha pra cima
- Se vira de lado na hora da troca de fralda, dificultando o trabalho da mamãe
- Foi ao seu primeiro chá-de-bebê
- Seu horário de dormir é ás 21:30, pede o teté e dorme. Em 80% das noites vai até de manhã, direto
- começou a dar "tossidinhas" pra chamar nossa atenção, quando está no carrinho
- Vê a mamadeira e já agarra e coloca na boca
- Não pegou chupeta até hoje, agora espero que não pegue mesmo (ainda tem gente que coloca na boca dela...)
- Reconhece muito bem o papai, quando ele chega dá gritinhos de alegria e conversa com ele
- Reconhece o Ozzy, fica observado ele brincar e dá gargalhadas. Ela está doida pelos brinquedos dele e ele doido pelos brinquedos dela.
- Parou de resmungar quando entra no carro. Antes ela resmungava enquanto o carro não dava partida, agora já entra e fica numa boa.
- Acorda e fica quietinha no berço, ás vezes conversa com os brinquedos e quando vê mamãe abre um sorrisão lindo!
- Percebi que este mês ela está mais adaptável. Ex: quando saímos ela tira a soneca dela quando pode, não precisa mais seguir horários rígidos. Antes se passasse o horário de alguma coisa era berreiro na certa.
- Passou a adorar pêra, come que é uma beleza. A fruta raspadinha ou ela inteira mesmo, vai roçando na gengiva até comer o pedaço todo (eu seguro, lógico, tenho medo de se engasgar).
- Teve seu primeiro resfriadinho
- Levanta o bracinho pedindo colo
- Acho que ela me ama um pouquinho... quando estava no hospital só se acalmava no meu colo. Gostoso saber que você é importante pra alguém neh?

Fotos do último mês:

Assistindo à galinha pintadinha, ela gosta, mas não é fã



Cansada de tirar fotos






Tô perdida nessa cadeira mamãe





Já olha pra câmera pra agarrar, dá aquiiiii!






Bom feriado!!!